domingo, 24 de março de 2013

Meu sonho de Gatil!!



Hoje vim mostrar o meu projeto de Gatil, que é um sonho. Aqui nos fundos da minha casa tem um espaço bem legal com grama, meus gatos não têm acesso por que minhas janelas são teladas, mas o meu sonho, de muito tempo, é fazer um gatil pra eles, quero muito que eles posam ir lá fora, correr na grama, brincar etc., e que eu possa ficar tranqüila sabendo que todos estão em segurança.

Eu tenho esse plano já faz muito tempo, já até transformei em projeto e vim mostrar aqui (criação do Wyllian). No final do ano passado eu quase realizei esse sonho, estava conseguindo guardar dinheiro, fiz orçamento e tudo, mas ai eu resgatei a Cindy e a Lauper, o Meia-Noite teve que fazer a cirurgia, depois teve o resgate da Brenda e logo em seguida a Tangerina ficou doente, resumindo: tive que adiar esse sonho, mas tenho certeza que logo será realidade:

Esse é o projeto de como vai ficar o gatil depois de pronto:



Aquela janela com grade vocês já conhecem bem, meus pequenos adoram aquele cantinho, e tem várias fotos ali no meu blog:



 As modelos das fotos são a Tita (filha da Chava adotada pelo Paulo) e a Luna.

Vejam o projeto com mais detalhes, de vários ângulos.



 Detalhe: até a fonte de água que eu quero muito fazer pra eles está ali reproduzida.



O que vocês acharam do projeto do meu gatil?

Beijos

Nai

quarta-feira, 20 de março de 2013

Brenda - Resgatada e com Leptospirose.


Pessoal, eu acabei não postando aqui no blog, porque as coisas aconteceram muito rápido, eu estava bem atarefada, depois a Tangerina ficou doente e as coisas ficaram ainda mais corridas. Mas, eu fiz mais um resgate no mês passado, não deveria, não podia, mas eu fiz. E vou contar agora como foi, resumidamente:

Essa é a Brenda, vivia nessa trincheira, se abrigava nesse buraco ai, embaixo dos meus pés, por incrível que pareça.



Alimentei ela alguns dias ai mesmo embaixo da trincheira.






Ela ficava ali o tempo todo, quando não a encontrava era só chamar que ela saia do buraco. Acho que foi abandonada ai mesmo e tinha esperança que o dono voltasse.

Eu não podia resgatá-la, tenho muitos animais, estava preocupada com a castração da Cindy e da Lauper, o Meia-Noite tinha acabado de fazer uma cirurgia, etc.

Começou alguns dias de muita chuva e eu não parava de pensar nela, fiz um apelo por e-mail,  mas ninguém podia ajudá-la. Até que o Paulo (vcs conhecem ele, adotou a Tita), sabendo da história da Brenda disse que iria apadrinhá-la e ajudar com os gastos, que eu podia levá-la na veterinária que ele iria pagar as despesas.

Mais que rápido fui lá buscar ela.

Ganhou um banho quentinho, passei frontline, sabonete pra sarna, casinha com caminha quentinha, ração, água, ela ficou muito feliz:










Resgatei ela dia 08.02.13(sexta) e marquei veterinário para 13.02.12 (quarta), na segunda notei ela muito quieta e sem fome, ela  é super ativa e muito comilona, alguma coisa estava errada.

Depois da consulta e exames, foi constado que ela estava doente, e a suspeita era doença do carrapato ou Leptospirose, ela  foi internada no dia seguinte de manhã e começou o tratamento.

Depois foi confirmada a Leptospirose, ela ficou muito ruim, ficou 5 dias internada, fez vários exames, ficou totalmente amarela, tomou vários medicamentos, no terceiro dia ela começou a melhorar um pouco, parou de vomitar e começou a comer sozinha, e foi o dia que eu levei a Tang para internar.







Brenda recebeu alta no dia 19.02.13.

A Brenda continuou o tratamento em casa. Chegou ainda muito amarela e só comia canja de galinha.




10 dias depois ela repetiu o hemograma e o exame da Lepto. (que tinha dado negativo no inicio, mas isso aconteceu devido ao ciclo da doença) o exame da Lepto. foi positivo e o hemograma tinha melhorado muito, a anemia já estava bem fraquinha e ela tinha recuperado o peso.



A Leptospirose é transmissível para outros animais e pessoas, pela urina e pela saliva, então ela ainda está isolada, semana que vem ela vai voltar na vet e talvez seja liberada do isolamento.



Logo a Brenda será castrada e vai pra adoção.

Obs.: Quero agradecer o Paulo por ter pago toda a dispesa da Brenda com o Hospital veterinário e a Khatia por ajudar com os remédios e a ração.

Beijos

Nai

quarta-feira, 13 de março de 2013

Notícias da Tangerina!

Oi Pessoal!



Em primeiro lugar, muito obrigada pelos comentários tanto aqui no blog como no Facebook, recebi muitas mensagens de apoio, incentivo, relatos de experiências de pessoas que têm gatinhos felv+, amigos querendo ajudar, oferecendo ajuda se a Tang precisar de transfusão novamente, enfim. É muito bom poder contar com os amigos e receber tanto apoio. Obrigada mesmo!!

A Tang fez um hemograma semana passada, mas não apresentou melhora, os glóbulos vermelhos permanecem muito baixo, a Dr. Lilian alterou um pouco a medicação, aumentou o ferro entre outras coisas.



Ela também não está se alimentando direito, estava comendo um pouco de ração sozinha, mas desde domingo não comeu mais, comeu um pouco de sache Convalescence sozinha, mas pouca coisa,  tenho que alimentá-la na seringa, com pastinha Recovery.





Ela toma medicação 4 vezes ao dia e recebe o "lanchinho" na seringa, fiz um vídeo:




Hoje ela foi fazer novo hemograma, ela perdeu 200g, amanhã saberei o resultado. Apesar da falta de apetite ela não apresentou mais icterícia e nem febre, o que é bom sinal.

Obrigada mais uma vez pelo apoio e mensagens de todos.

Beijos

Nai

quarta-feira, 6 de março de 2013

Tangerina está com Leucemia (FeLV - Feline leukemia virus)



A algumas semanas atrás notei que a Tangerina estava muito quieta e estava mais magra. Notei que ela não estava comendo, pois quando ela come joga a ração no chão e não havia quase ração no chão. Era final de semana (16.02), liguei para a Cinivet e só consegui consulta para terça-feira com a Dra. Lilia, isolei a Tangerina no quarto para observar alimentação, fezes, vômitos, etc. ela foi ficando cada vez mais apática, não comia nada, tentei forçar mas ela não aceitava. Não consegui esperar até terça, segunda (18.02) bem cedo corri pra Clinivet, liguei para a Dra. Lilia no caminho e ela disse que iria me encaixar entre os pacientes. Quando cheguei lá o paciente das 8h estava atrasado então ela me atendeu imediatamente. A Tangerina estava muito apática, um pouco ictérica, desidratada, muito mal mesmo. A Dra. Lilia sugeriu que internássemos imediatamente para acompanhamento, tratamento e exames, então deixamos ela lá, sob os cuidados da Dra. Lilia, que eu confio muito.




Ela fez um hemograma que constatou que a produção de glóbulos vermelhos (vejam no exame, são os eritrócitos) estava em 1,12 milhões, um valor muito baixo, quase incompatível com a vida disse a Dra. Lilia, a medula dela não estava produzindo o sangue necessário e ela precisava de uma transfusão de sangue rapidamente. 



A Dra. Perguntou se eu tinha algum gato que poderia doar sangue pra ela, precisava ser grande e não poderia ser nem o Odin e nem o Meia-Noite, pois os dois não têm a saúde 100%, ela mesmo que cuida dos dois. O único gato grande, fora eles, é o Dracco, e por enquanto ele está com a saúde ótima, como eu não sabia que isso seria necessário não deixei ele em jejum, e não foi possível fazer no mesmo dias, mas levei ele no dia seguinte bem cedo para doar o sangue para a Tangerina.


 Posso dizer que o Dracco salvou a vida da Tan Tan, esse é meu Dra Dra, um herói.

 Olha ele com a Tan Tan pequenina, ele sempre cuidou dela.

A compatibilidade entre felinos não é muito difícil, quase todos os domésticos srd de pêlo curto tem o mesmo tipo sanguíneo.

Ele fez um hemograma para ver a compatibilidade e também se estava tudo em ordem com a saúde dele para doar o sangue. O resultado do exame foi bom e foi feita a transfusão. 


Além do hemograma a Tangerina fez uma ecografia exploratória abdominal, o resultado foi bom e fez o exame de FIV e FeLV, pois pelos sintomas a Dra. Lilia desconfiava da leucemia, e o resultado foi positivo.






Ela ficou mais um dia internada depois da transfusão e a Dra. Lilia resolveu dar uma alta assistida pra ela. Como ela se stressa muito em ambiente desconhecido e todos os medicamentos que ela estava tomando no hospital eu poderia ministrar em casa, e ela também já estava começando a comer um pouco de ração pastosa, então eu trouxe ela para casa.

Ela está tomando vários remédios:



Também comprei várias comidinhas especiais para a dieta dela:

 As latinhas de AD eu ganhei de um casal de professores meus. Eu estava guardando para quando o Odin fizesse a cirurgia para extrair o restantes dos dentinhos, mas tive que adiar isso e as latinhas estão ajudando muito a Tan Tan.


 Essa pastinha da direita é que a Tang mais gostou (Recovery) também é ótima para colocar na seringa e dar direto na boca.

Ela voltou ainda muito debilitada, mas ficou muito feliz em voltar pra casa e está super dengosa.



Ela está comendo pouco,  um pouco de ração sozinha, mas todo dia eu dou ração pastosa na seringa. Depois de uma semana em casa ela voltou para fazer novo hemograma (25.02), ela melhorou um pouquinho, os glóbulos estão em 3 milhões, ainda muito baixo, agora vamos entrar com o ferro, ela também engordou 100 gramas. 




Hoje faz mais uma semana desde o último hemograma, e ela fez um novo hemograma, amanhã saberei o resultado.

Estou muito assustada ainda. A minha Tan Tan doente? Não dá pra acreditar, foi tão rápido, ela ficou tão ruim que achei que iria perdê-la, como eu conseguiria viver sem a minha Tan Tan? 

Eu sei que essa doença é para sempre e não é nada fácil, mas eu vou cuidar muito bem dela e ela vai viver bastante, muito bem e muito feliz. 


Ela é o meu amor, a minha Princesa Tangerina.